Tesouro do rei Harald Blåtand descoberto na Alemanha

Acompanhado por um detetor de metais e de René Schön, voluntário num programa de arqueologia local, Luca Malaschnichenko, de 13 anos, descobriu um conjunto de moedas de prata, pérolas, colares, joias e até mesmo um martelo de Thor que datam do final do século X, em Rügen, uma ilha norte da Alemanha, em janeiro de 2018. A descoberta foi considerada uma das maiores coleções de moedas do tempo em que reinava Harald Blåtand, também conhecido como Bluetooth (dente azul), rei que converteu os dinamarqueses ao cristianismo e conquistou a Noruega.
"É um tesouro excecional.", "Esta foi a primeira vez que demos com um achado dessa época tão grande e de tanta qualidade no sul do Báltico.", explica o investigador e arqueólogo Detlef Jantzen, que liderou a escavação. Esperaram mais de três meses para reunir o número suficiente de voluntários e resolver as questões legais com o proprietário do terreno. "Tivemos de manter os planos em segredo todo este tempo para impedir o aparecimento de ladrões", afirma Jantzen.
No passado fim de semana, 15 e 16 de abril, a equipa desenterrou cerca de 600 moedas de prata, número que inclui uma centena de moedas cunhadas pelo rei Harald.
A teoria mais aceite será a que o rei dinamarquês terá enterrado este e outros tesouros quando se encontrava em fuga, após a derrota de uma batalha contra seu filho Sweyn I.
Neste momento estão a realizar-se os primeiros estudos das peças e ainda não há previsões sobre onde o espólio será exposto.

 Fonte imagem e texto: El País